quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

A RODA DO DESEJO



Era domingo e era noite.
Ela dançava pra ele,
a música dele.
Sua saia rodava
junto com ela,
linda, vermelha,
rodopiante.
Parecia uma brincadeira,
dessas de quintal, de rua de antigamente.
Ele gostou do que viu,
pavoneou-se todo,
mas não deixou nesga de pano vermelho
entrar no vazio do seu desejo.
"Ele tem venda preta nos olhos",
pensou ela.

3 comentários:

Nico Nicodemus disse...

Lindas as fotografias, lindo o texto. Cinematográfico, mítico e... TÃO REAL!!!
Um texto que sugere uma continuação, um conto, ou um romance.
Você é muito criativa e sensível. Parabéns!

Anônimo disse...

Nossa, que lindo, garota!
Me lembrou Lavoura Arcaíca, conhece? Não sei porque!!!
Parabéns!
Mireille

andrea lion disse...

Nico, obrigada pelo retorno e pelos elogios.
fico muito feliz! continuação? boa! aposto num romance, REAL!!! rsrs

mireille, linda! conheço sim lavoura arcaíca, o livro. o filme não vi ainda.
e o filhote? beijos