quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

FRIDA COLORES KAHLO


vi essa semana, tardiamente, o filme "frida" da diretora americana julie taymor. o filme é, sem dúvida, resultado de uma grande investida e reflete uma pesquisa séria por parte dos atores e dos inúmeros profissionais envolvidos. li, apaixonadamente, a biografia de Frida Kahlo (há muitos e muitos anos atrás) e um livro-diário-correspondência (não me lembro bem o que exatamente era esse livro...) que certa vez me caiu nas mãos. sou uma pessoa que sempre torce o nariz para as adaptações cinematográficas de livros e personalidades que eu adoro (até hoje eu não vi 'lavoura arcaica' e nem 'che'). mas eu gostei do filme, salma hayek nasceu para fazer esse papel! achei bem bonitas as imagens criadas para traduzir essa vida cheia de outras tantas imagens, tragédias, lutas e dor. mas me incomoda muitíssimo o filme ser falado em inglês, o sotaque da salma, enfim....uma certa colonização da imagem de frida que teima em aparecer no filme. e é inegável como a personagem ganha um enorme relevo quando é possível ouvir algumas palavras do texto em espanhol!! nada melhor do que a veia da língua espanhola!! no mais me incomoda também uma frida quase saltitante, dançarina quando, na verdade, ela sempre teve muita, muita dificuldade em se locomover!!! e foi buscando novas imagens de frida que me deparei com essa aqui em cima, em preto e branco. uma foto magnífica! não sei de quem é! kahlo aparece aí meio emília, meio rapunzel, uma espécie de boneca de pano, boneca de corda, marionete... uma imagem tão natural e bela quanto sensual e feminina do gesto, quase que diário, de uma mulher se pentear nua em frente a um espelho.

3 comentários:

João disse...

Foto maravilhosa, Andréa!

a n d r e a disse...

oi dea, é um nu estonteante!
eu tb tenho várias fotos de Frida Kahlo, sou louca por ela : )
xeretei por ai e descobri que a foto é de Julien Levy, e faz parte de biografia ilustrada, por Gilbert Hernandez.

Andréa Lion disse...

boa!!!