sexta-feira, 13 de março de 2009

THE BOOK OF DREAMS

sonhei que estava num plano absurdamente gigante, quase infinito. via um avião ou nave bem ao longe, no céu, com uma longuísima corda com uma jaula na ponta. pousaram delicadamente a gigantesca gaiola no chão, bem perto de mim. a gaiola continha um animal estranho, misto de pavão e fênix, colorido entre o azul e o amarelo. monstruoso no tamanho, mas raro na beleza. fazia barulhos incríveis. depois que a nave foi embora, o bicho correu no seu relincho, fazendo a poeira levantar, corria muito, experimentando sua liberdade, e alçou voo, um voo de fogo, sumindo aos poucos, devagar no céu. depois apareceu um elefante, que também voava, tinha asas de verdade e não orelhas gigantes. vestia uma roupa colorida, com muitos tons em vermelho e dourado. suas formas arredondadas eram delicadas e eu não tive medo algum. ele pousou no plano e correu. fiquei ali estatelada no plano, observando tudo. paisagem alguma existia, era o vazio, o silêncio, só alterados pela presença desses animais pitorescos. eu sabia que estava acima do chão, pois tinha certeza que, caso eu precisasse, poderia pular na terra, não sem perigo algum... e ali deitada no plano compreendi que tudo se passava como se fosse um filme projetado nas nuvens, no céu. as imagens desse sonho voltaram agora, num único jorro, na minha mente, do começo ao fim, marcando uma experiência sensorial incrível, excitante, surreal e fantasmagórica!.

9 comentários:

angelo disse...

Bruñel, Fellini, Dali.
Sonhou muito, menina!

Arnaldo disse...

Minha mulher, constantemente, tem sonhos que ela reconhece ser um sonho. E, sendo assim, ela sempre arrisca e voa. Vai pra penhascos, prédios ou montanhas, abre os braços (ou asas) e voa.

Eu, que sonho mais acordado do que dormindo, nunca tive um sonho assim. Meus sonhos são sempre tão reais que eu nunca arrisco. Ou melhor, arrisco tanto quanto quando estou acordado (e isso, às vezes, é muito).

eLi disse...

Nossa! Surreal mesmo!
Tenho sonhos com dimensões gigantes sim.
E também tenho sonhos em que eu posso controlar até onde eu vou (como Arnaldo disse, sobre ir adiante). Sou bobo, nunca vou!

Agora esse retorno do sonho em tal clareza, nunca tive! Acredito que o melhor é mesmo regitrar essa experiência, como você fez aqui!

Beijão!

Anônimo disse...

uHauHauaUHuaua!
Isso eh um roteiro. Tá tudo aí.

domingos disse...

Déa, gostaria imensamente de lembrar dos meus sonhos, da mesma forma como voce lembra os seus com tamanha intensidade, beijos!!

Andréa disse...

dommy!
quanto tempo!!!
pois é, as vezes vem com força, mas as vezes não, o lance é começar a escrever, sem medo, as palavras vão saindo junto com a memória do sonho. uma puxa a outra. como um cheiro ou um som, a palavra traz a imagem...
beijos

nora disse...

que lindo, arnaldo.
Taí deinha, seus amigos internauticos sao pessoas delicadas, é gostoso ouví-los.
vem junatment com a qualidade do blog.

Mulher, a vontade que tenho é de ir correndo até bariri, para buscar meus livros de Jung.
Amanha mesmo na terapia hei de perguntar o que representa a fenix , o leão

Com certeza seu sonho é simbólico.

Já li muito sobre sonhos, hj em dia não sonho nada. Aliás, como vc sabe, nem durmo. rsrsrs´

te amo

bisous

Anônimo disse...

Gente, que sonho maravilhoso! Não sei se o sonho ou o texto. Acho que os dois.
Super qualidade de blog no meio do lixão da internet....
Bel Teixeira.

Andréa disse...

nora, os animais que vi no sonho não correspondem a nada real.o pássaro não era bem uma fênix, pois corria muito no chão. e o elefante, e não leão!!! tinha asas. enfim...
"toda la vida es sueño, / e los sueños, sueños son" (Calderón de Ia Barca).

bel, obrigada!!!!