segunda-feira, 2 de março de 2009

DON HUNSTEIN E KIND OF BLUE

Dois de março e 22 de abril de 1959. Nestes dois dias foram gravadas as duas sessões do antológico, mitológico e indispensável disco Kind of Blue de Miles Davis e sua turma (o sexteto composto por John Coltrane - sax tenor, Cannonball Adderley - sax alto, Bill Evans - piano, Paul Chambers - baixo, Jimmy Cobb - bateria (que virá ao Brasil em maio) e, substituindo Evans em uma faixa, Wynton Kelly, além do próprio Miles no trompete).
Don Hunstein foi o fotógrafo que registrou em preto e branco a gravação daquele que é considerado por muitos um dos melhores discos de todos os tempos. Eu adoro esse tríptico com os retratos de Miles em uma viagem de profunda concentração.
Ashley Kahn para escrever o livro Kind of Blue – A História da Obra-prima de Miles Davis baseou-se, principalmente, nos depoimentos de Hunstein, do baterista Jimmy Cobb e do técnico de som da antiga Columbia. Além, é claro, de ter escutado na íntegra todos os sagrados takes daqueles dois dias.
Hunstein fotografou o universo musical de seu tempo. Frequentador assíduo da Columbia Records retratou personalidades como Bob Dylan, Duke Ellington, Billie Holiday, Charles Mingus, entre outros e assinou dezenas de capas de discos.
Hoje, exatamente 50 anos depois da primeira sessão das gravações, as imagens de Hunstein e os takes de Kind of Blue nos fazem ter a breve ilusão de que o tempo não envelhece.

Leia mais sobre Hunstein no ipsis litteris e também no rockarchive.com. Aliás o rockarchive é um site muito legal para quem gosta de música e fotografia.

7 comentários:

Adriano disse...

Kind of blue é o suprassumo do rock dos anos 50. sonzaço, o melhor da década. já o hunstein, eu não conhecia, mas gostei das fotos, vou pesquisar sobre...

bom blog viu, vou seguir.

abraço.

Arnaldo disse...

Miles Davis, John Coltrane, Cannonball Adderley e Bill Evans? Isso é muito mais que uma turma. Isso é uma verdadeira orquestra!

figbatera disse...

Muito boas, Andréa, a resenha e as fotos.
Boa tb a dica sobre o "rockarchive".
E parabéns pela grande melhora na legibilidade deste seu ótimo blog.
Grande abraço!

ps.:Adriano, "Kind of Blue" é jazz!

andrea disse...

oi, adriano, obrigada pelo elogio.
hunstein é muito importante, 'kind of blue' é jazz, como disse fig.
arnaldo, vc tem toda razão, uma orquestra de seis homens.
indiscutível!
besitos! e dá-lhe kind of blue, que ouço agora!

Guzz disse...

Kind of Blue é disco de cabeceira !

obrigatório em qualquer discoteca

Flamenco Sketches na vitrola

Valéria Martins disse...

Eu tenho o Kind of Blue! E também A Love Supreme, do Coltrane, que também ganhou livro. Mas prefiro o Miles...

Bjs!

Andréa disse...

eu adoro 'a love supreme", também!