terça-feira, 4 de novembro de 2008

PEDRA DE FEIJÃO


Por que sempre tem uma pedra no nosso feijão?

2 comentários:

Anônimo disse...

Deinha, adorei a foto ! Acho que é por aí mesmo.
Para não deixar tudo monocromático. sem isto não haveria esta foto, o poema de Cabral. muito da arte se perderia.
às vezes a gente come o feijãozinho seco misturada no meio dos outros, e nem percebe. ou encontra a pedrinha e nem encana. depende do estado.
agora me elmbrei que uma das coisas que eu mais gostava na minha infância era separar feijão, logo de manhã , com minha avozinha.
depois desta, não tem jeito, sou a favor de pedrinhas, graminhas e feijões
bjs

e vamos botar água no feijão !
Bjs nora

Andréa Lion disse...

Pois é, mais não é bem desse pedrinha que você pode separar que eu estava pensando não. Pensei naquela pedra que você é obrigado a engolir ou então que te quebra um dente ou então que você tenta e tenta separar mais ela sempre vem junto! haha. Ou seja, daquilo que a gente não consegue jogar no lixo!!!
E você falando aí das suas memórias com sua avozinha me lembrou a maravilhosa cena do filme "Eles não usam black tie" em que a Fernanda Montenegro e o Gianfresco Guiarnieri começam a catar feijão, separando o que é bom do que é ruim.... Como diriam "sequência foda!!!" Se não viu, veja! Vai pra antologias das cenas mais bonitas do cinema brasileiro e do mundo!!!!